O que fazer para ter uma alimentação sustentável?

Você sabia que o que optamos por comer todos os dias tem uma grande influência na natureza e no planeta? Preocupar-se com a sua alimentação também é uma atitude sustentável que reduz consideravelmente os impactos no meio ambiente.  Optar por uma alimentação sustentável faz bem para a saúde, além de trazer benefícios sociais, ambientais e econômicos.

Para se ter ideia, só no Brasil 40 mil toneladas de alimentos são desperdiçadas por dia. Em contrapartida, mais de 13 milhões de pessoas passam fome no país. De acordo com informações da ONU, estima-se que até 2050 a demanda por alimentos deve crescer 60%. Na prática, isso significa que se continuarmos no mesmo ritmo, principalmente de distribuição e desperdício, o problema da fome no mundo será ainda mais preocupante.

Todo alimento que ingerimos, antes de chegar a nossa mesa, percorreu um longo caminho. Uns são processados, outros plantados e colhidos e alguns foram criados e abatidos. Independente do caminho percorrido foi necessário um espaço, consumo de água, energia, combustível para o transporte até o local de vendas e etc. Seja na produção, no preparo ou na distribuição todo alimento tem um impacto ambiental.

É claro que para mudar esse cenário muita coisa precisa ser transformada e melhorada, inclusive as políticas públicas e nossas perspectivas culturais, mas também cabe a cada um de nós refletirmos e tomarmos a atitude certa, e isso pode começar com uma alimentação sustentável.

8 dicas para ter uma alimentação sustentável

  • Consuma alimentos da época

Alimentos fora da safra precisam ser cultivados em locais apropriados, com clima favorável para se desenvolver, o que gera inúmeros custos para adaptação, transporte e etc. Prefira os alimentos da safra que são mais nutritivos, saborosos e mais baratos.

  • Não desperdice

Aprenda a utilizar 100% do alimento. Além de reduzir o desperdício, você vai economizar e ter uma refeição ainda mais saudável, já que a maior parte dos nutrientes está concentrada nas cascas, caules e talos.

  • Prefira alimentos orgânicos

Os alimentos orgânicos são produzidos sem agrotóxicos sintéticos, transgênicos e fertilizantes químicos. A produção também respeita o meio ambiente e a biodiversidade, além de valorizar os pequenos agricultores.

  • Aproveite as sobras

Ao invés de jogar fora o arroz que sobrou do jantar, que tal fazer bolinhos no dia seguinte? Sempre que você preparar um alimento, mas não consumi-lo por completo procure receitas para reaproveitá-lo.

  • Opte por produtos a granel

Sempre que puder dê preferência para os produtos a granel, assim você reduz o número de embalagens. Quando não for possível procure pelas embalagens biodegradáveis. Utilize também sacolas retornáveis para o transporte do alimento.

  • Utilize panela de pressão

Para minimizar o consumo de água e gás utilize a panela de pressão para cozinhar os alimentos, além dos benefícios sustentáveis, sua refeição ficará pronta em menos tempo.

  • Prefira os potes com fechamento a vácuo

Para que seus alimentos durem mais e também para evitar o desperdício, guarde-os em potes com fechamento á vácuo.

  • Tenha uma horta em casa

Ter uma horta em casa é sinônimo de alimento sempre fresquinho e economia, além do que, ao cultivar, você pode colher apenas aquilo que vai utilizar, sem desperdício.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *