A vida sem glúten e sem lactose

A vida sem glúten e sem lactose

A crescente busca por alimentos saudáveis e sustentáveis tem contribuído para uma alimentação mais diversificada para as pessoas que precisam levar a vida sem glúten e sem lactose, ou para aquelas que apenas procuram alternativas para manter a saúde em dia.

A intolerância e/ou alergia dão sinais para o corpo e é preciso estar atento para identificar e chegar ao diagnóstico.

Doença celíaca

Trata-se de uma reação do sistema imunológico ao glúten. O corpo de quem apresenta esse problema não possui a enzima responsável por quebrar a proteína. Sendo assim, o sistema imune reage ao acúmulo e ataca a mucosa do intestino delgado. Essa proteína é encontrada no trigo, no centeio e na cevada.

Intolerância a lactose

Refere-se a incapacidade que o corpo tem de digerir lactose – um tipo de açúcar encontrado no leite e em outros produtos lácteos.  O intestino delgado deixa de produzir a quantidade necessária da enzima lactase, que tem a função de quebrar as moléculas de lactose e convertê-las em glucose e galactose. Neste caso deve ser eliminado da dieta o leite e seus derivados.

Para os alérgicos e intolerantes o desafio é substituir todos os ingredientes mantendo a qualidade sensorial, garantindo um alimento seguro e saboroso. Então, por onde começar?

Sem glúten e sem lactose – algumas substituições:

Leites vegetais: existem vários, a dica é experimentar as opções e acrescentar na dieta aquele que você preferir. Tente substituir o leite de vaca pelo de amêndoas ou de coco, ambos são bem saborosos.

Tofu: troque os queijos pelo tofu, um queijo de soja bem rico em cálcio, vitaminas e minerais e contém também isoflavona.

Farinha de arroz: totalmente diferente da farinha de trigo, a de arroz tende a ressecar um pouco mais a massa, por isso experimente misturar um pouco das substituições de amido na combinação para garantir a leveza do prato. Se você não quiser utilizar a farinha de arroz, use a de amaranto que possui sabor neutro.

Aveia sem glúten, farinha de linhaça e farinha de chia: elas deixam as receitas um pouco mais secas, mas por outro lado agregam bastante valor nutricional. São muito utilizadas em massa de bolos, biscoitos e etc. É possível fazer a sua própria farinha de chia, por exemplo, triturando na hora.

Outras farinhas: experimente a farinha Teef para pães. Use a farinha de coco para empanados. Lembre-se de que a farinha de berinjela, de maracujá, de linhaça e coco são low carb.

Manteiga ghee, óleo de coco, óleo de girassol: o óleo de coco tem sabor mais perceptível, diferente do óleo de girassol e a manteiga ghee.

Açúcar demerara, mascavo, de coco e adoçante culinário: o derrama é o mais utilizado por ser muito parecido com o convencional. O mascavo tem sabor mais intenso, então é aconselhável usá-lo em pouca quantidade. O de coco possui menor índice glicêmico, mas costuma modificar um pouco a estrutura dos alimentos, os bolos, por exemplo, ficam mais baixos. Já o adoçante culinário tende a ressecar mais as massas e dar menos estrutura a elas.

Se você segue uma dieta sem glúten e sem lactose e quer comer bem e sem preocupação, experimente a nossa Sacola sem Glutén e sem Lactose. Tudo feito na medida certa para você se alimentar corretamente e viver melhor.

São sete deliciosos pratos saudáveis e de baixa caloria, elaborados com a supervisão da nossa nutricionista, indicados para pessoas com intolerância à glúten e lactose ou que apenas estejam aderindo a esse estilo de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *